De acordo com os diretores da empresa, a nova plataforma digital oferece aos corretores de seguros oportunidades de novas vendas e de fidelização de clientes.

O tradicional almoço do Clube dos Corretores de Seguros de São Paulo (CCS-SP), realizado no dia 1º de outubro, no Circolo Italiano, foi palco do lançamento de uma inédita ferramenta digital da Porto Seguro. Recebidos pelo mentor Evaldir Barboza de Paula e diretoria do CCS-SP, o vice-presidente Comercial Porto Seguro, Rivaldo Leite, e a diretora de Produção São Paulo, Eva Miguel, apresentaram em primeira mão a Plataforma Conquista, um meio digital de soluções personalizadas de investimentos, seguros e crédito.

Na abertura do encontro, Rivaldo Leite afirmou que estava confiante na aprovação da reforma da Previdência e no aporte de novos investimentos no país. Ele observou que o mercado de seguros tem crescido, apesar do cenário de crise. Contudo, alguns ramos têm sido mais afetados, como o seguro de automóvel, que pela primeira vez em muitos anos deverá crescer abaixo da inflação. Por outro lado, a boa notícia é que a sinistralidade no ramo está menor em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Diante desse cenário de mudanças, somado à expansão da “uberização” e dos veículos compartilhados, ele reconheceu a necessidade de investimentos em outros negócios, além do automóvel. A própria Porto Seguro, segundo o executivo, vem diversificando seus negócios nos últimos anos e o exemplo vem sendo seguido por muitos corretores de seguros. “Temos batido nessa tecla há muito tempo e o resultado é que a quantidade de corretores na carteira de seguro de vida triplicou nos últimos anos”, disse.

Em termos de diversificação de negócios, Rivaldo Leite apontou oportunidades no próprio seguro automóvel. “Cerca de 70% da frota brasileira é financiada por bancos ou concessionárias. Mas, esse financiamento pode ser feito por meio do corretor de seguros”, disse. Outra oportunidade, segundo ele, é o segmento de consórcios, que tem crescido 10% ao ano. “As pessoas compram consórcios também para casa nova, para a reforma de imóveis e até como investimento”.

O diretor manifestou sua convicção na perenidade da corretagem de seguros, citando uma pesquisa da consultoria Mckinsey que demonstra a importância do canal corretor em vários países, incluindo o Brasil. “A figura do corretor de seguros é forte, profissional e tem a credibilidade do cliente. Não existe ameaça no médio e longo prazos”, disse. Não por acaso, segundo ele, a Porto Seguro considera a relevância desse canal na criação de produtos e inovações tecnológicas. “Acreditamos no corretor de seguros e queremos fortalecer o seu papel”, disse.

Plataforma Conquista

Coube à diretora Eva Miguel apresentar os detalhes da plataforma Conquista. Antes, porém, ela lembrou da sua participação em almoço do CCS-SP logo depois de ter assumido a diretoria da capital. “Fui muito bem recebida e abençoada por esta instituição que é tão respeitada e representa a tradição do mercado de seguros”, disse. Em seguida, citou a participação dos corretores paulistas nas transformações da profissão ao longo dos anos, destacando o legado do CCS-SP. “Hoje, trago aqui uma proposta transformadora, o Conquista”, disse.

Eva Miguel explicou que o Conquista é uma plataforma digital, comercial, de relacionamento e vendas com foco em viabilizar as conquistas dos clientes. “É um funcionário digital da corretora de seguros, que trabalha 24 horas em nome do corretor”, disse. Segundo ela, as soluções digitais oferecidas pela plataforma abrangem as áreas de crédito (financiamento de veículos, consórcios de veículos e de imóveis e cartão de crédito), de investimento (fundos e previdência) e de seguros (seguros de vida e viagem). “Todos os produtos funcionam de maneira intuitiva e motivadora de cross sell para o corretor”, disse.

Com a previsão de entrar em funcionamento a partir de 7 de outubro, o Conquista, de acordo com Eva Miguel, servirá aos corretores para a comercialização de produtos e também aos seus clientes. “Os clientes indicados por meio da ferramenta Corretor Online receberão um convite simpático, enviado em nome do corretor. Isso significa mais vendas, inclusive de produtos que o corretor não costuma trabalhar, além da fidelização do cliente”, disse.

A diretora informou que haverá duas formas de remuneração aos corretores. Uma é o Conquista PRO, que oferece 100% de comissionamento para as vendas que os corretores realizarem por meio da plataforma. A outra é a venda passiva, que oferece comissionamento parcial pelos produtos comprados por clientes indicados. Segundo ela, o Conquista oferece a visão geral ao corretor de todos os produtos vendidos, além de outros recursos, como simulações, gráficos, histórico de interações etc. “Nosso objetivo é ajudar os corretores a conquistarem mais clientes”, disse.

Apoio ao corretor

O mentor do CCS-SP chamou a atenção dos associados para as oportunidades oferecidas pela nova ferramenta digital da Porto Seguro. “Temos de quebrar o paradigma entre o analógico e o digital. Esta ferramenta da Porto não concorre com o nosso trabalho, mas, ao contrário, oferece apoio”, disse Evaldir.

Durante a interação com a plateia, diversos associados do CCS-SP elogiaram a ferramenta e esclareceram suas dúvidas. Richard H. Furck, por exemplo, quis saber se poderia utilizar a plataforma para a oferta em massa de produtos para toda a sua base de clientes. “Sim, pode, inclusive, selecionar os clientes com perfil para determinados produtos”, respondeu Rivaldo Leite.

Já o 1º secretário do Sincor-SP, Marcos Abarca, questionou sobre a possibilidade de incluir na plataforma os clientes derivados da certificação digital, explorada por ele. Eva Miguel respondeu que, em breve, esta ferramenta será avaliada para esse público.

O presidente do CVG-SP, Silas Kasahaya, que compôs a mesa de autoridades, perguntou como funciona a tecnologia robot advisor (que utiliza inteligência artificial) na simulação da plataforma. Eva Miguel respondeu que essa tecnologia sugere ao cliente a melhor proposta de produto. “Se o cliente simula, por exemplo, financiamentos, o advisor pode sugerir que, talvez, seja melhor um consórcio”, disse.

Em seguida, ela comunicou que, atendendo sugestão do mentor Evaldir, a Porto Seguro oferecerá capacitação e treinamento para associados do CCS-SP. “Vamos oferecer material e montar uma grade de treinamento para que os corretores possam se aprofundar no funcionamento da plataforma”, disse.

Rivaldo Leite

2 Eva Miguel

Eva Miguel

3 Evaldir Barboza de Paula Eva Miguel e Rivaldo Leite

Evaldir Barboza de Paula, Eva Miguel e Rivaldo Leite

4 Salão do almoço

Salão do almoço

5 Celebração aniversário do CCS SP

Fundadores, ex-mentores e diretoria atual comemoram aniversário de 47 anos do CCS-SP

Créditos fotografia: Antranik Photos