O sábado, dia 26 de Abril, foi um dia diferente. Na data, foi realizada a Ação Global em todo o Brasil. O Ação Global é uma parceria da Rede Globo com o Serviço Social da Indústria- SESI.

Leia mais...

A Escola nacional de Seguros – FUNENSEG estará realizando o Curso de Extensão “Gestão de mudanças” que será ministrado on-line e de forma gratuita.
Entendemos que as mudanças fazem parte da vida de nossas empresas, e que estarmos preparados para elas é de fundamental importância.
As inscrições poderão ser feitas clicando na imagem abaixo.

feliz pascoa

Prezados corretores do Vale, Alto Vale e Litoral.

O Sindicato dos Corretores de Seguros em parceria com o SindsegSC, estão promovendo a Palestra Sobre o Seguro DPVAT, a ser ministrada pelo Sr. Ricardo Xavier, Presidente da Seguradora Lider.
O Evento será no dia 22/05/14, no Teatro Carlos Gomes em Blumenau, a partir das 18:45h.
Click na imagem abaixo e faça sua inscrição.

Contamos com a presença de todos

palestra dpvat

Prezados Corretores do Sul do Estado,

O Sincor-SC em parceria com o SindsegSC, estará promovendo a palestra com a Dra. Angeliza Carlini, nas cidades de Criciuma, Chapecó, Joinville, Florianópolis e Blumenau. O primeiro evento será na cidade de Criciúma, no próximo dia 21/05/2014.
Entendemos ser um assunto de extrema importância nos dias atuais, e convocamos todos os corretores a se fazerem presentes no evento.
As inscrições podem ser feitas clicando na imagem abaixo.

contratacao seguros criciuma

foto regras vendas seguros No dia 25 de abril vence o prazo de 180 dias concedido às seguradoras para se adaptarem à Resolução 297/13, do Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP), publicada em 25 de outubro de 2013. E, em junho, o varejo terá de estar pronto para cumprir as regras da Circular Susep 480, de dezembro do ano passado, que disciplinou a oferta de planos de seguro por organizações varejistas em nome de sociedades seguradoras.

Isso significa que “a partir da entrada em vigor da nova resolução, as organizações varejistas deverão atuar como representante de seguros, devendo ocorrer uma adaptação em todos os contratos existentes entre elas e seguradoras, com todas as obrigações legais daí decorrentes”, explica Regina Abbud, sócia e responsável pela área Contratual e Societária do Manhães Moreira e Ciconelo Sociedade de Advogados.

A Resolução 297 determinou limitações quanto à comercialização de seguros no varejo, que só podem ser vendidos por meio do “representante de seguros”. “‘Representante de seguros’ é a pessoa jurídica que assumirá a obrigação de promover a venda de seguros, em caráter não eventual e sem vínculo de subordinação com a seguradora. Esta nova figura distingue-se tanto da do corretor de seguros quanto da do estipulante e é a que deverá se enquadrar à rede varejista”, acrescenta a advogada.

A Resolução 297, salienta a especialista, traz algumas limitações quanto às espécies de seguros que poderão ser comercializados por meio da figura do “representante de seguros”, contratados somente por apólices individuais: riscos diversos; garantia estendida de bens em geral; funeral; viagem; prestamista; desemprego/perda de renda; eventos aleatórios; microsseguro de pessoas, de danos e de previdência.

Circular – Já a Circular 480 disciplina a oferta de planos de seguros por organizações varejistas em nome de sociedades seguradoras. “As grandes redes varejistas oferecem aos consumidores a possibilidade de contratação de planos de seguros diversos, como, por exemplo, o seguro prestamista nas vendas financiadas, com objetivo de garantir a quitação de uma dívida do segurado, no caso de sua morte, invalidez ou desemprego. Outro exemplo é o seguro de garantia estendida que tem por objetivo a extensão ou complementação da garantia original de fábrica dada aos bens, normalmente eletroeletrônicos e eletrodomésticos.”

Angela Crespo é jornalista especializada em consumo.

Fonte: CQCS

Ministério da Justiça instaurou processos administrativos contra as redes Magazine Luiza, Ricardo Eletro, Casas Bahia e Ponto Frio.

O Ministério da Justiça abriu processos contra redes varejistas acusadas de práticas abusivas na venda casada de produtos e seguros, disfarçados de garantia estendida. Há também seguro de vida e planos odontológicos sem solicitação dos consumidores.

“Os varejistas parecem estar se transformando em grandes vendedores de seguros. Temos notícias de uma empresa que comercializou mais de R$ 9 milhões de apólices de seguro em 2013”, disse Amaury Oliva, diretor do departamento de Proteção e Defesa do Consumidor, vinculado à Secretaria Nacional do Consumidor.

Foram instaurados processos administrativos contra as redes Magazine Luiza, Ricardo Eletro, Casas Bahia e Ponto Frio. A rede Insinuante foi notificada para prestar esclarecimentos sobre a venda de seguros, serviços adicionados e suas regras de venda.

Leia mais...